logo

Soluções para produtos, sistemas e serviços
em Polipropileno e Polietileno

16 98134 3332
';
Leandro Antonio da Silva

Leandro Antonio da Silva

Empresário

Termoplásticos e Produtos Químicos - Como fazer a escolha certa.

Termoplásticos e Produtos Químicos - Como fazer a escolha certa.

É fato que os termoplásticos possuem extrema eficiência na condução de produtos químicos e seu armazenamento. Mas é importante esclarecer, que como todo tipo de material, existem suas limitações e exigências de instalação para que possa conseguir atingir sua plena eficiência possibilitando o máximo da sua vida útil.

 

Os principais fatores que levam ao erro de especificação é a generalização dos tipos de termoplásticos para todas as aplicações, pois na realidade, se faz necessário obter todas as informações do processo que será conduzido esse produto para identificar o material correto para condução do mesmo.

 

As informações necessárias para especificação do termoplástico ideal para aplicação são:

 

1 - Vazão do Produto: Quantidade de produto que será utilizada no processo para que possa especificar o diâmetro correto da tubulação que irá conduzir o mesmo;

 

2 - Pressão: Qual a pressão que será conduzida esse produto, assim especificamos a classe de pressão da tubulação;

 

3 - Temperatura: Qual a temperatura que o produto estará sendo conduzida na tubulação;

 

4 - Tipo de Processo: Se será uma tubulação por gravidade ou bombeada (dados da bomba) e aérea ou enterrada;

 

5 - Layout: Acesso ao “caminho” que essa tubulação irá percorrer, verificando interferência ou até “sifões” no trajeto, além de analisar como será feito o suporte dessa linha;

 

6 - Tipo de Produto: Qual produto que será conduzido (tipo de produto químico), possibilitando definir se será utilizado o Polipropileno (PPP), CPVC SCH80, PVC “U”SCH80, Polietileno (PEAD), PVDF e etc;

 

7 - Concentração: Qual a concentração do produto, que também está diretamente relacionado na especificação do termoplástico a ser utilizado;

 

 

No decorrer desses 31 anos de Replass no desenvolvimento de aplicações dos termoplásticos (PPP, PEAD, CPVC SCH 80, PVC “U”,PVDF), podemos concluir que na condução de produtos químico os principais erros encontrados são:

 

1 - Dimensionamento do diâmetro da tubulação: Instalações onde são utilizadas tubos e conexões com diâmetro muito acima da necessidade da aplicação, exemplo: Tubos de 2” onde uma tubulação de 1” atenderia perfeitamente e com menos risco de rompimento;

 

2 - Aproveitamento do Layout Antigo: Na maioria dos cliente as tubulações antigas são de aço, desta forma o mesmo faz a instalação do termoplástico com o mesmo layout, isso gera problemas, pois são materiais com características diferentes. Os termoplásticos tem necessidades especificas além de suportar menos pressão mecânica e temperatura, desta forma se faz necessário uma análise especifica para instalação do mesmo;

 

3 - Generalização do Termoplástico: Os clientes, muitas vezes, acham que se o CPVC CH80 é bom para um determinado produto, será eficiente em todos. Não é verdade, pois para cada ProdutoXConcentraçãoXTemperaturaXPressão, terão muitas variáveis, com isso é necessário o termoplástico especifico para cada aplicação;

 

4 - Soldagem e Colagem: Outro erro decorrente está na instalação da tubulação, ou seja, na colagem (CPVC SCH 80 e PVC SCH 80) e soldagem (PPP, PEAD, PVDF), pois se trata de um processo simples, porém com procedimentos a serem seguidos e respeitados. Com isso é necessário que seja instalado por profissionais capacitados e com o conhecimento técnico especifico, evitando erros básico na hora da colagem e soldagem desses tubos e conexões;

 

5 - Limpeza da tubulação: Algumas industrias tem como procedimento de segurança  e higienização fazer limpeza interna das tubulações  que conduzem os produtos químicos, em uma parada programada. Para fazer essa limpeza é utilizado com frequência passar água na linha, mas esquecem que tem produto químico na tubulação.

Alguns destes produtos em contato com água tem uma reação química importante, colocando em risco a tubulação, seja ela de qualquer tipo de construção (aço ou termoplástico). Isso pode danificar toda a tubulação, além de elevar o risco de rompimento quando reiniciar o processo de bombeamento;

 

6 - Raio UV: Alguns termoplásticos (PPP e PVC “U”)  já possuem na sua composição o UV no qual permitem a instalação do mesmo com exposição ao Sol. Por várias vezes vimos tubos e conexões que não possuem esse aditivo na sua composição armazenados e instalados expostos ao SOL, isso gera uma perda da vida útil desse produto. Existem soluções simples que inibem a incidência da agressão do UV nesse matérias, tais como: Armazenar em local coberto e pintura com tinta PVA quando instalados.

 

 




Voltar

Comentários

Comentar

Rua Argentina, 1644 | Vila Elisa | Ribeirão Preto/SP | CEP: 14075-470 | Tel.: (16) 3633.5488 | replass@replass.com.br

Trip Propaganda